terça-feira, 30 de novembro de 2010

 VERSÍCULO DO DIA:



MINISTÉRIO DA FAMÍLIA

AMOR QUE NÃO SE ALTERA COM AS ALTERAÇÕES DA VIDA

Por Pastor Ismael.

"E eu lhes darei um só coração,e um só caminho, para que me temam todos os dias, para o seu bem e o bem de seus filhos. Jr 32.39"

1- Quando ou se a doença chegar para um dos dois.

Ninguém espera, mas todos estamos sujeitos as enfermidade e aqui falo especialmente das doenças crônicas ou severas, quando até mesmo a vida sexual do casal é ameaçada. Nessa hora sai o amor eros, o amor fileo e todos os demais amores, mas permanece o amor sacrificial.

2- Quando a mulher estiver grávida e não puder satisfazer sexualmente o seu parceiro.

Ela estara passando por uma fase especial de sua vida, muitas transformações no seu corpo e nas suas emocões.
Seu corpo será deformado, o rosto, lábios, seios, barriga e pernas. O espírito materno tomará o seu coração.O seu melhor será para o filho desejado.
A maior covardia que um marido pode fazer para sua esposa é traí-la num momento desse.É nesse período que ela mais precisa ser amada pois algo maior e melhor do que o sexo está chegando. Ela precisa estar convencida que ele vai esperar, sem risco algum de adultério.

3-Quando ou se chegar um desemprego na vida do marido ou o dinheiro estiver curto.

É momento de levar uma palavra de encorajamento, é hora de dizer “Fique tranqüilo, Deus proverá! Eu estou com você e compreendo a situação! Vamos economizar até que cesse este mal! Algumas coisas que desejo podem esperar um pouco mais, fique tranqüilo, vamos ficar bem!

4- Quando a esposa estiver naqueles dias, com TPM, ou simplesmente menstruada.

É nesse dia que ela quer ser abraçada, é nesse dia que ela merece uma boa massagem nas costas. Ela precisa se sentir segura do amor do seu marido.

5- Quando algum fato alterou o corpo de maneira permanente ou de difícil recuperação.

A perda de um membro, de um seio, ou outro parte do corpo que leve a pessoa para uma baixa auto-estima. É hora de fazer valer o voto da aliança, “na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença, no muito ou no pouco”.Eu amo você com dois seios e com um seio também, amo você com duas pernas e com uma perna também. Essa é a mensagem a transmitir.

6- Quando os pais ou irmãos do outro estiverem doentes ou com necessidades .


Por mais que haja dificuldades no relacionamento com sogro e sogra , quando pintar uma doença ou outra necessidade, ajude. Faça com amor e por amor ao cÔnjuge, ainda que os necessitados não mereçam.Quem quer ajudar dá um jeito, quem não quer dá uma desculpa.

7- Quando o filho esperado nascer com necessidades especiais.


Nessa hora,muitos homens não agüentam a pressão. A mãe, por sua vez, coloca o coração no cuidado do filho, de maneira que a vida de casal fica para um segundo plano, já não é mais a prioridade. Muitos abandonam esposa e filho. Mas não o cristão, o marido cristão vai a luta junto.

8- Quando um dos dois errar feio, errar de maneira grave, algo que resulte em conseqüências sérias.

Quando os amigos se afastam por conta do ocorrido, quando todos apontam seus dedos para acusar. É nessa hora que é preciso dizer “Eu acredito em você e estou com você”. Outro dia vi na televisão, alguém sendo levado algemado por um erro grave, os seus acusadores estavam ali, a pressão social, a polícia, os olhos do mundo estavam sobre ele.
No meu coração, isolei o erro e vi beleza no gesto da esposa. Ele não estava só, pois a sua mulher estava ali , ao lado dele, como que a dizer: "Conte comigo". Se alguém vai ter que ajudar, porque não ela ? Há momentos que é hora de abraçar e não de sair do abraço."O amor e o perdão são parceiros de caminho, andam juntos na mesma direção"(Pr Ismael)

Isso é ser cheio de Deus, isso é o evangelho.

A ADMIRAÇÃO NO CASAMENTO

Por Pr Ismael

"O meu cônjuge não me vê, ele não tem olhos para mim.".
Essa frase e outras parecidas com essa é uma constante nas reclamações de conjuges que pensam em separação ou caminharam para o adultério.

O ser humano é um ser sociável e está sempre tentando impressionar alguém.
Passamos o dia nos exibindo e tentando chamar a atenção.
Isso faz parte da natureza humana.
O lado ruim disso é quando as pessoas vivem se comparando com outras e para fins de ostentação, onde o importante é ser maior ou melhor , mesmo que em detrimento do outro.

Para o cristão seria mais justo ele se comparar com Cristo, pois assim verá o quanto ainda é pequeno.

Uma das necessidades emocionais que enquanto seres humanos temos, é a de sermos reconhecidos como um indivíduo que tem valores .Sermos notados, admirados, e distinguidos entre muitos por coisas boas que fazemos, por coisas belas que possuimos, pelo carater que temos, enfim algo que diga respeito ao que somos ou fazemos.

Todos somos dotados de dons e talentos e neles nos movemos .
São aquelas coisas boas em nós, aquilo que realizamos bem, que gostamos de fazer.São armas que usamos para impressionar ,atrair ou mesmo para sobreviver nesse cenário tão competitivo que é a vida.

E nada melhor para nos colocar para cima do que um reconhecimento.Melhor ainda se for feito por aquelas pessoas que nos amam e as quais também amamos.
É bom ser elogiado em público, na presença do chefe, é muito bom ser distinguido na frente dos filhos, é bom demais ouvir que algo ficou bonito, que está bem feito.

Isso alegra a alma e nos leva a querer fazer melhor ainda. Cria um sentimento bom entre o elogiado e aquele que elogia, aumenta a proximidade, gera um prazer de se estar junto e compartilhar a vida.

Ninguém gosta de permanecer por muito tempo na presença daqueles que só nos faz exaltar os defeitos e falhas. Há pessoas que só sabem ridicularizar o próximo, tem a mania de fazer do outro um motivo de chacota .Elas diminuem, não acrescentam ou multiplicam.

Em alguns casos,isso não gera grandes conseqüências, mas outras vezes, especialmente quando é feito fora de contexto, na hora errada ou no lugar errado, produz marcas profundas, ainda mais se quem as fez foi o amado, o cônjuge.

Num certo domingo, fomos almoçar na casa de uns amigos, e preparado o almoço pelos anfitriões, uma mesa farta, com coisas deliciosas, sendo o destaque da mesa , uma lasanha , daquelas que só de olhar já dá água na boca.
Todos estavam à mesa, quando um dos convidados fez um comentário positivo sobre a tal da lasanha e todos concordaram, pois, realmente era um belo e apetitoso prato.Nisso um outro convidado faz o seguinte comentário: “Hei!,lasanha gostosa mesmo, eu comi quando de férias em Santa Catarina, no Restaurante Sabor da Terra,aquilo que era que lasanha!!”,exclamou o convidado.

Aquele comentário passou despercebido para quase todos, porém, não pela anfitriã que passou a manhã inteira do domingo preparando aquela lasanha. Num outro dia quando o assunto do almoço voltou à baila ela deixou escapar as seguintes palavras: “Eu tive vontade de retirar a lasanha da mesa e dizer a ele que fosse comer lá em Santa Catarina, pois lá sim, encontraria uma boa lasanha”.

Elogie a lasanha, vai fazer bem para o estômago e para o coração. O escritor Jorge Linhares diz que há pessoas que são “ladrões de alegria” e como isso é verdadeiro.

Penso que nós temos algo de mau dentro de nós, que precisa ser domesticado, porque isso é destrutivo,nada constrói e no entanto, vive acontecendo.

É impressionante como a gente deixa escapar oportunidades de dar uma injeção de ânimo, elogiando, estimulando, ou simplesmente dizendo: “Puxa, que bonito!”

Não ser reconhecido é um dos motivos pelos quais o adultério acontece, especialmente o feminino.

Se questionarmos o que as mulheres infiéis viram no amante, que muitas vezes não tem grandes atrativos físicos ou algo aparente que explique o porquê , chegaremos à conclusão que o amante é aquele que elogia mais, que nota quando ela faz algo novo no cabelo, que percebe a beleza da sandália, ou a fragrância do perfume. Ele é aquele que nota um trabalho bem feito e vai logo enaltecendo.

Existe até uma estratégia dos conquistadores, que é elogiar uma mulher sobre algo que já faz um bom tempo que aconteceu.Exemplo: “Aquele vestido vermelho que você estava usando lá no shopping a semana passada ficou lindo em você.”

É infalível, arrebata corações e sentimentos e pode até despertar desejos.

Quando para a realização foi preciso muito esforço, não perca a chance, parabenize.

Quando algo é difícil, admire.

Elogie mais .

Ria mais.

Eis aí segredos de sucesso.

INDIVIDUALIDADE NO CASAMENTO

Por Josué Gonçalves

Individualidade e mutualidade.

Individualidade – respeito consigo mesmo.

Mutualidade – respeito com os outros.

O equilíbrio entre individualidade e mutualidade é um desafio permanente na vida de um casal (liberdade e compromisso).

Isto porque é difícil construir uma relação em que os aspectos saudáveis de cada um se completam, onde um e outro possam ser o que são, coexistindo duas individualidades numa parceria.
Carl A. Whitakar, diz que: “quanto mais você é livre para ficar com os outros, especialmente com o seu cônjuge, mais você se sente livre consigo mesmo”. A questão é: Qual é o grau de liberdade e independência necessário para que a relação continue viva e abrigue possibilidades de desenvolvimento pessoal?

Verdades que todo casal precisa saber sobre individualidade e mutualidade:

1-Deus criou o homem carente de relacionamento, com ânsia de se juntar e não passar a vida sozinho (Gn 2.18; Ec 4.9-13).

2-Casamento não é uma chamada para o encarceramento, prisão ou escravidão, no sentido de perda total de liberdade e de individualidade. A unidade do casal não pode ser doentia. No amor não há sentimento de possessividade.

3-Se uma pessoa é dominadora (possessiva) e tolhe a liberdade do parceiro, o companheirismo deixa de existir. À medida que o amor cresce, também crescem a liberdade, a responsabilidade e o próprio amor.

4-O equilíbrio entre a proximidade e a liberdade de cada indivíduo é uma das características mais importantes da completude.

5-Casamento problemático é aquele em que uma das partes enxerga as horas de separação, a individualidade e o espaço como ameaças. Para essa pessoa, a individualidade significa falta de amor e descaso. Ela só se sente amada quando está ao lado do outro.

6-O casal deve estar atento para o perigo de usar a liberdade de modo destrutivo. Adão e Eva usaram a liberdade para pecar contra Deus. O apostolo Paulo fala sobre isso: “ Irmãos, vocês foram chamados para a liberdade. Mas não usem a liberdade para dar ocasião à vontade da carne; ao contrário, sirvam uns aos outro mediante o amor. Toda a Lei se resume num só mandamento: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’”. (Gl 5.13,14).
7-Não podemos usar nossa liberdade para satisfazer nosso egocentrismo.

8-Cada casal deve encontrar um grau de individualidade com sabedoria para que nenhum dos dois sofra.

9-A Bíblia diz: “Ame o próximo como você ama a si mesmo” (Mc. 12.33). Ao exercer a sua individualidade, não deixe de ver como a sua liberdade está afetando a pessoa que você ama. Você gostaria de ser tratado com desrespeito? Lembre-se, respeito gera respeito!
Não deixe o encanto da relação se perder pelo caminho!

Falta de estímulo, trabalho demais, filhos que exigem muita atenção, impaciência... São vários os motivos que podem contribuir para que o relacionamento caia na rotina, por isso, é preciso ficar atento para manter a empolgação e o encanto do início do namoro. Alguns simples cuidados podem fazer a diferença e demonstrar que carinho e cumplicidade nunca saem de moda. Mas lembre-se de que uma relação deve ser construída a dois, portanto, avalie os seus erros antes de cobrar demais e mãos à obra.

Não pense que os anos só trazem desgaste e afastamento. Com o convívio, o amor se firma e a intimidade torna o casal ainda mais unido, capaz de se entender com um simples olhar. Esta pode ser uma prova de que o amor vem amadurecendo com o tempo, trazendo equilíbrio para a vida em comum. Entretanto, se ultimamente a harmonia mais parece monotonia, fique atento para virar este quadro e reaver o interesse. Para isso, não dispense uma boa reflexão sobre os erros do passado, para reconstruir o que anda sendo deixado em segundo plano.

“Vivia me questionando onde eu havia errado. Queria uma explicação, até descobrir que precisava resgatar os sentimentos. A primeira coisa que fiz foi acabar com o vazio que havia se formado entre nós dois. Deixei de lado o orgulho e o egoísmo e demonstrei claramente que aquela situação precisava ser mudada. No final das contas, percebi que nem foi tão difícil porque no fundo, devido aos anos de intimidade, eu sabia exatamente o que ele esperava de mim”, conta a pedagoga Adriana Silveira, que reconquistou o marido, após 10 anos de casamento.

Adriana afirma que em nenhum momento perdeu as esperanças e garante que o relacionamento anda muito melhor que nos primeiros anos. “Agora estamos seguros de que os nossos sentimentos são maduros e capazes de superar os problemas que surgirem pelo caminho. O desgaste é natural, mas não devemos nos deixar levar pela correria do dia a dia, esquecendo do que realmente deve ser prioridade em nossas vidas.”

Dicas que podem devolver o brilho ao seu relacionamento

– Valorize mais as qualidades que os defeitos;

– Elogie mais e implique menos;

– Converse bastante e procure perceber o que precisa ser mudado;

– Mostre que está disposta a reverter a situação;

– Relembre os bons momentos e descubra onde eles se perderam;

– Demonstre interesse pelas coisas dele;

– Pergunte mais, mas cobre menos



Agência Unipress Internacional

POSTADO POR: Irª Vânia Soares

PAIXÃO É BOM, MAS NÃO É TUDO!

Como garantir um relacionamento duradouro

Diálogo e paciência são elementos fundamentais para preservar a felicidade da união

Ao contrário do censo comum, a paixão não é o fator que move os casais. Enquanto alguns estudiosos afirmam que o entusiasmo do casal termina em média após quatro anos de relacionamento, psicólogos garantem que uma boa dose de companheirismo é primordial para sustentar a vida a dois. Portanto, comemore, pois, para que isso aconteça, basta acreditar que o amor pode ser transformado com o tempo e manter o respeito em alta, dia após dia.

Segundo o mais recente estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em apenas um ano foram realizados 916.006 casamentos, um aumento de 2,9% em relação ao estudo anterior. A pesquisa vem comprovar que, na contramão do que muitos acreditam, ainda nos dias de hoje o casamento é visto como a realização de um sonho, quando existe uma união saudável e feliz.

Certamente, fazer de cada dia uma novidade é um grande desafio para quem deseja construir um futuro a dois. Além de conviver com as diferenças sociais, profissionais e familiares, o casal ainda precisa buscar soluções para os conflitos internos da relação. É nesta hora que eles devem investir no diálogo como um grande aliado na busca por equilíbrio.

Especialistas garantem que a rotina pode acabar com o relacionamento. Obter estabilidade e felicidade na vida a dois passa a ser bem mais fácil quando o casal consegue adotar algumas atitudes, já velhas conhecidas de todos. Fazer elogios ao amado, elevando sua autoestima, é uma boa forma de renovar o sentimento do companheiro, demonstrando o quanto ele é especial para você. Planejar metas juntos e realizar passeios e viagens a sós também pode evitar que a chama do amor se apague. Portanto, invista no seu relacionamento e acredite que a felicidade também pode ser para você.

Agência Unipress Internacional

POSTADO POR: Irmª Vânia Soares

sábado, 13 de novembro de 2010

O que é de fato significativo na vida?

O filho que muitas vezes não limpa o quarto e fica vendo televisão,
significa que... está em casa!

A desordem que temos que limpar depois de uma festa, significa que... estivemos rodeados de familiares e amigos!


As roupas que estão apertadas, significa que... temos mais do que o suficiente para comer!


O trabalho que temos para limpar a casa, significa que... temos uma casa!


As queixas acerca do governo, significa que... temos liberdade de expressão!


Se não encontro estacionamento, significa que... tenho carro!


Os gritos das crianças, significa que... podemos ouvir!


O cansaço no final do dia, significa que... podemos trabalhar!


O despertador que nos acorda todas as manhãs, significa que... estamos vivos!

Finalmente pela quantidade de mensagens que recebo, significa que... tenho amigos pensando em mim!


'QUANDO PENSARES QUE A VIDA ESTÁ MAL... LEIA OUTRA VEZ ESTA MENSAGEM!!!'

O que ele quer, o que ela quer, o que eles precisam.

Pr. Risan-joper

POR QUE HOMENS E MULHERES SÃO TÃO DIFERENTES?

A grande opção

Apesar de todas as dificuldades e desafios que a relação a dois envolve, as pessoas continuam encontrando boas razões para se casarem, que vão desde o medo de estar só (Gn.2.18), até os desencadeados pelos temores da vida contemporânea, de construir um lar que funcione como porto seguro num mundo cada vez mais cheio de incertezas, além de outros.

As diferentes motivações e necessidades

Homem e mulher são dois modos de ser. Têm estruturas cerebrais diferentes, estruturas emocionais diferentes e diferentes campos perceptuais da dimensão espiritual, ainda que em essência, sejam seres humanos.
Em face dessas diferenças fica mais fácil compreender que, em se tratando de casamento, as razões do homem parecem não ser as mesmas da mulher, de modo que, ao empreenderem o matrimônio, ambos o fazem por diferentes necessidades e motivações.

O QUE ELES QUEREM?

Satisfação sexual

Sem nenhum exagero, para homem, o casamento se faz na cama. Acredito que este instinto é mais focalizado no homem que na mulher.
No casamento o homem projeta a sua realização e satisfação sexual. Quando isto não acontece, o casamento pode perder a sua razão de ser, pois quase nada pode compensar tal carência. É evidente, que com a exploração que a mídia e a sociedade em geral, fazem do sexo, os problemas sexuais no homem, podem se transformar facilmente em traumas psicológicos.

Companhia prazerosa

Desde o princípio foi constatado por Deus. De fato, o homem é carente de uma companhia, da presença estável de uma mulher que esteja ao seu lado, livrando-o da terrível sensação de solidão.
O relacionamento para o homem é presença; ele se guia pela vista, ainda que não necessariamente, pelo tato, como acontece com a mulher. É necessário porém, que esta companhia lhe seja prazerosa, no sentido de lhe proporcionar certas gratificações ou prêmios, em face de sua condição de provedor. Pelo menos é assim na psique do homem.
O homem considera uma atividade compartilhada com sua companheira como uma alta expressão de intimidade. Isto lhe causa muito prazer. A mulher conquistaria melhor seu marido se participasse mais, com ele, de atividades recreativas. Na realidade, para o homem, não é tão importante o realizar junto, mas, estar junto dele em atividades que lhe dão prazer.

Uma esposa atraente

O livro de Cantares de Salomão ilustra bem esta necessidade do homem. O escritor, ao longo de todo o livro não deixa de expressar o seu encanto com as formas de sua esposa, partes do seu corpo que em geral, recebem alta cotação do clube masculino, chegando mesmo a descrevê-las, comparando-as com paisagens e formas da natureza que tanto os fascinam. Talvez, em função da valorização que o homem dá à aparência de sua esposa, muitas mulheres estão percorrendo verdadeiros calvários para manter suas formas bem acentuadas, o que tem levado algumas, inclusive, a comportamentos obsessivos a esse respeito. É bom lembrar que nem sempre as pessoas têm total controle sobre alterações que se processam no seu corpo.

Uma guardiã do lar

Muitas mulheres enganam-se, ao imaginar que os homens abandonaram definitivamente a imagem internalizada, ao longo de milhões de anos, da esposa que cuida da casa, desempenhando tarefas típicas dessa função. Muitas mulheres, inspiradas nos ideais feministas abandonaram por completo o cuidado da casa, para que não fossem vistas como súditas do império machista. Esta mudança radical causou um forte impacto na relação conjugal. Nem a mulher nem o homem conseguiu assimilar bem tal mudança. Estudos revelam que a grande maioria dos homens casados ainda se incomoda muito quando as suas esposas deixam de lhes fazer pequenas tarefas como, prega os botões de suas camisas.

Admiração

O desejo de ser admirado e reconhecido é mais aguçado no homem que na mulher. O homem parece viver em função desse desejo, que lhe é visto como o preço mais justo que pode lhe ser pago por aquilo que ele realiza. Sem admiração o homem definha e empobrece. Sem admiração, sua motivação para as conquistas e para as realizações se esvaem e seu entusiasmo pela vida desaparece. A admiração para o homem funciona como combustível e ao mesmo tempo, como parâmetro que mede a eficácia de seus atos.

O QUE ELAS QUEREM?

Afeto

A mulher é movida por afeto, que é o mais nutritivo alimento do seu coração. Quando elege o seu cônjuge, ela espera receber dele afeto, em forma de palavras, de toques e de atitudes, pois as relações conjugais lhes são sinônimos de relações afetivas. A sensibilidade da mulher ao toque, por exemplo, é dez vezes maior do que a do homem. O casamento para a mulher, é acima de tudo, a expressão máxima de amor e compromisso entre duas pessoas, e só secundariamente, entendido como uma instituição.
O afeto é uma de suas necessidades permanentes e, independente do tempo que está casada, a mulher espera receber sempre do seu esposo boas e constantes doses de carinho e afeto.

Intimidade

No relacionamento conjugal, quanto mais proximidade, melhor. No caso da mulher, parece que sua estrutura emocional e sua estrutura cerebral, têm este campo de necessidade maior que a do homem, fazendo com que, a convivência íntima seja muito mais buscada por ela do que por ele, no casamento. A mulher cobra constantemente do homem esse tipo de convivência e um ambiente onde haja compreensão empática e um nível de confiança baseado no compromisso da fidelidade e da continuidade das relações conjugais.

Diálogo

Um outro aspecto relevante, é que para a mulher, a comunicação vai além de mera conversa clichê, aquela que se faz através de frases prontas e chavões, em que as palavras soam vazias. Ao se comunicar, a mulher expressa sentimentos e usa a comunicação num nível mais profundo, para se aproximar e tornar-se íntima. Daí a sua grande necessidade de falar sobre a relação e de ter o feeedback do seu cônjuge a esse respeito.
Sem sombra de dúvida, ao lado de um homem calado, com o olhar perdido, sempre há uma mulher se sentindo desprezada e distante, com a sensação de que algo vai muito mal na sua relação conjugal. O silêncio do homem é uma das maiores ameaças para a mulher.

Honestidade


A personalidade de uma pessoa sempre foi um aspecto importante a ser avaliado no momento de se decidir por uma relação duradoura. Nas mulheres, isto parece ser ainda mais valorizado que nos homens. Enquanto estes têm a tendência de se basear mais pela vista, aquelas se interessam mais por qualidades interiores do homem, os traços de sua personalidade, suas características pessoais, seu caráter. A honestidade é um dos traços que a mulher mais admira no homem. Só numa relação de honestidade e franqueza a mulher se sente segura e tranqüila para expressar livremente toda a grandeza dos seus sentimentos.

Sustento financeiro

Quase que em toda história da humanidade o homem exerceu o papel de provedor da família. Era o responsável pelo abrigo e o sustento desta. Há no seu cérebro, uma estrutura programada para esse tipo de comportamento e, mesmo nos nossos dias, não é simples para ele conviver numa situação em que a mulher esteja fazendo o seu papel, como acontece em muitas famílias. A mulher, por sua vez, não superou o condicionamento de milhões de anos, vivendo sob a proteção do homem e continua a vê-lo como o mantenedor do lar, mesmo nos casos em que esteja ganhando mais que ele.

Concluindo, a dinâmica dessas diferenças dentro de um ambiente de mútua compreensão enriquecerá ainda mais a fascinante aventura da vida, o casamento
DISCERNINDO ALGUNS PONTOS DE TENSÃO DO RELACIONAMENTO
Por Pr.Josué Gonçalves.

Você já teve a experiência de “ficar na mão” quando mais precisou do seu carro? De repente, o seu automóvel parou de funcionar. Todo carro, mesmo aquele que acabou de sair da loja, novo, com o passar do tempo precisa de revisão. Muitas coisas podem fazer um carro parar de funcionar, desde um simples fio quebrado até o motor travado. Assim é o casamento, de tempos em tempos precisa de revisão, reparos etc. Vamos analisar alguns pontos que podem comprometer o bom andamento da relação de um casal.
1. Individualidade e mutualidade.

Individualidade – respeito consigo mesmo.
Mutualidade – respeito com os outros.

O equilíbrio entre individualidade e mutualidade é um desafio permanente na vida de um casal (liberdade e compromisso). Isto porque é difícil construir uma relação em que os aspectos saudáveis de cada um se completam, onde um e outro possam ser o que são, coexistindo duas individualidades numa parceria. Carl A. Whitakar diz que “quanto mais você é livre para ficar com os outros, especialmente com a sua mulher, mais você se sente livre consigo mesmo”. Qual é o grau de liberdade e independência necessário para que a relação continue viva e abrigue possibilidades de desenvolvimento pessoal?

a) Deus criou o homem carente de relacionamento, com ânsia de se juntar e não passar a vida sozinho (Gn 2.18).

b) Casamento não é uma chamada para o encarceramento, prisão ou escravidão, no sentido de perda total de liberdade e de individualidade. A unidade do casal não pode ser doentia. No amor não há sentimento de possessividade.

c) Se uma pessoa é dominadora (possessiva) e tolhe a liberdade do parceiro, o companheirismo deixa de existir. À medida que o amor cresce, também crescem a liberdade, a responsabilidade e o próprio amor.

d) O equilíbrio entre a proximidade e a liberdade de cada indivíduo é uma das características mais importantes da completude.

e) Casamento problemático é aquele em que uma das partes enxerga as horas de separação, a individualidade e o espaço como ameaças. Para essa pessoa, a individualidade significa falta de amor e descaso. Ela só se sente amada quando está ao lado do outro.

f) Deve-se estar atento para o perigo de se usar a liberdade de modo destrutivo. Adão e Eva usaram a liberdade para pecar contra Deus. Paula fala sobre isso (Gl 5.13,14).

g) Não podemos usar nossa liberdade para satisfazer nosso egocentrismo.

h) Cada casal deve encontrar um grau de individualidade com sabedoria para que nenhum dos dois sofra.

i) A Bíblia diz: “Ame o próximo como você ama a si mesmo” (Mc. 12.33). Ao exercer a sua individualidade, não deixe de ver como a sua liberdade está afetando a pessoa que você ama. Você gostaria de ser tratado com desrespeito?

2. O que estou recebendo é suficiente em relação ao que eu preciso?

Como seres humanos, somos incrivelmente complexos, com uma infinidade de carências físicas, emocionais e espirituais que precisam ser satisfeitas. Preciso de uma hora de atenção personalizada por dia, mas estou recebendo uma hora de atenção superficial por semana ou mês (esposa). Preciso de três encontros sexuais por semana, e estou recebendo apenas um a cada 40 dias (maridos). Quando o cônjuge está recebendo muito abaixo do que realmente precisa, o “relacionamento vai ficando anêmico – desnutrido”.

Para uma auto-avaliação, veja alguns sintomas que evidenciam esta defasagem no relacionamento conjugal:

a) O marido pede à esposa que gaste menos, e ela o culpa por ganhar pouco;
b) A esposa quer dividir os serviços da casa com o marido, e ele não aceita;
c) O marido não quer ir a uma festa, e a esposa esfria com ele para puni-lo;
d) A esposa não quer fazer sexo, e o marido age como mártir;
e) O marido discorda dos planos da esposa para o fim de semana, e ela explode com ele;
f) A esposa pede a ajuda do marido com os filhos, e ele se recusa a ajudar.


3. O que estou dando é proporcional ao que estou recebendo? (“Efeito Mar Morto”)

A razão pela qual não há vida no “Mar Morto” é em função do seu “egoísmo”. Só tem entrada e não há saída. Não é diferente numa relação de casal, quando o cônjuge recebe – recebe, e não retribui. Muitas mulheres, para agradar o marido, dos quais dependem emocional e, muitas vezes, economicamente, esforçam-se para dar mais do que receber. Quando isso acontece, o casamento vai se empobrecendo e perdendo a beleza da glória conjugal. Sendo assim, o sexo passa a ser para elas uma obrigação em nome do dever, para o bem do matrimônio e visando a maternidade, às custas dos próprios desejos sexuais. Neste caso, as mulheres se vêem forçadas a terem que responder às necessidades sexuais dos maridos, enquanto suas próprias necessidades de envolvimento e intimidade não são respeitadas. Esta é uma das causas porque muitas reagem procurando evitar as relações sexuais. Alguns homens, por não conseguirem discernir este modelo de linguagem da mulher, interpretam essa reação como rejeição à sua virilidade, e a represália mais comum é acusar a mulher de frigidez.

4. A maneira como se lida com o dinheiro (ter x poder)


A questão do dinheiro pode ser a causa de todo conflito. É interessante observar a interação entre dinheiro e poder no funcionamento de casal, e as repercussões que as modificações dos ganhos de um e de outro passam a ter sobre a composição do vínculo. Aqui temos aqueles que, ao verem a mulher trabalhando, se acomodam e param de crescer, outros que, ao obterem um pouco mais e trocar de carro, se tornam insuportáveis, começam a reclamar de tudo, começam a paquerar as mulheres na rua e pensam que tem o “rei na barriga”. Quando essa posição se inverte, o homem fica com menos poder.

5. A falta de espaço para as diferenças

Cuidar e ser cuidado, respeitando as diferenças recíprocas. Eis o desafio. Ninguém é uma extensão do outro. Ao contrário, somos indivíduos distintos, cada qual com seus próprios direitos. Quando deixamos de ver as pessoas como realmente são, o amor acaba. Não podemos querer transformar o cônjuge em escravo de nossas vontades e não vê-lo como realmente é. Precisamos superar o egocentrismo básico com o qual nascemos e perder a mania de achar que “o mundo gira em torno de nós”. É possível resolver os conflitos de opiniões ou de interesses diferentes. O que é necessário para que isso aconteça?

Para os maridos: Você sabia que...

Ø O bem-estar das mulheres é determinado primariamente pela qualidade de seus relacionamentos?
Ø Elas têm uma capacidade maior de detectar sentimentos e insinuações não-verbais e de perceber detalhes nas pessoas?
Ø Elas têm uma necessidade especial de expressar sentimentos e experimentar amor?
Ø Elas se utilizam da linguagem especialmente para desenvolver relacionamentos? Por isso, é mais provável que procurem segurança em relacionamentos do que em realizações.
Ø O lar para elas é o local onde deve existir comunicação significativa?
Ø Elas desenvolvem modelos de comunicação indiretos: explosões de raiva, choro, dissimulação ou, quando tudo isso não serve para nada, desenvolvem sintomas. Isso confunde e afasta os homens, que não entendem o que elas querem e esperam deles.
Estas características reforçam a capacidade que as mulheres têm de compreender, nutrir e apoiar. Ela precisa ser amada e reconhecida pelo que ela é, e não por alguma tarefa que realiza. O maior medo das mulheres é ser desejada apenas como objeto, enquanto for útil. Quando a necessidade da mulher de ser amada não é satisfeita, ela sente uma perda da intimidade. Para suprir esta falta, ela tenta estabelecer vínculo por meio de perguntas, pedidos, apelos, exigências ou acusações. A reação do homem é de se afastar, e isso aumenta o conflito.

Para as esposas. Você sabia que...

Ø O bem-estar deles é determinado primariamente pelo sucesso que experimentam no trabalho, e que isso tem a ver com a realização de objetivos econômicos e sociais?
Ø Eles têm uma capacidade maior de analisar e chegar ao fim de uma questão, sem se deixar envolver por problemas pessoais e emocionais?
Ø Eles têm uma necessidade particular de ser respeitados e considerados competentes?
Ø Eles usam a linguagem, primariamente, para expressar idéias e conceitos e para manter posições de destaque?
Ø Eles procuram segurança e realizações, mais do que em relacionamentos?
Ø O lar para eles é o lugar onde podem se desligar e descansar sem se preocuparem com a sua produtividade?
Estas características aumentam a capacidade dos homens agirem, aceitarem desafios e vencerem. Se um homem se deixar envolver por detalhes ou emoções, será um fraco general na guerra e um administrador sem eficiência. O maior medo dos homens é serem considerados incompetentes, diminuídos, rejeitados e dominados.
Quando há espaço para as diferenças...
Ø O cônjuge enxerga o outro como uma pessoa, e não como uma propriedade sua. Isso é compreender que o outro não existe apenas para nos satisfazer.
Ø Respeita-se os sentimentos do outro. Deixamos de lado os nossos sentimentos e aprendemos a nos colocar no lugar do outro.
Ø Damos ao outro a liberdade de ser diferente.

HOMEM E MULHER HÁ UMA DIFERENÇA

Pr. Ismael 
 


Quando estão namorando o homem é todo espírito de romance. É uma mistura dos galãs de cinema e novela. Seu único alvo é agradar a namorada. Cada desejo dela é uma ordem para ele. Mas o que acontece com ele após o casamento? Acontece uma transformação terrível que a esposa não consegue compreender.

Após a cerimônia e uns poucos anos de casamento, as coisas ficam um pouquinho diferentes. O homem se torna o espírito absoluto de egoísmo. É tão romântico como um cobertor molhado. Sua idéia de uma noite romântica é comer um bife (que a mulher mesmo prepara), alugar um filme de guerra e dormir no sofá (assistindo o filme). A pobre mulher vai de finos vinhos e flores para os dias de sanduíches baratos e cuecas sujas. Que queda hein!

Outra surpresa desagradável para as mulheres é descobrir que os homens não gostam de fazer o serviços rotineiros da casa. Lavar roupa, cozinhar, passar aspirador estão debaixo da dignidade dos homens. Os homens preferem projetos grandiosos. Comprar um carro novo, reformar a sala de TV, instalar um sistema automático de molhar o jardim.

Mulheres, não é impressionante como o homem ocupa um cargo responsável que requer muito trabalho e uma variedade de optidões pode ser tão preguiçoso e inútil em casa? Quando ele entra pela porta da frente, seu QI cai quarenta pontos e ele fica incapaz de realizar tarefas caseiras. Mas quando completa uma destas tarefas o que ele espera imediatamente? Vocês sabem. Um desfile em sua honra. Se a mulher não se ajoelhar agradecida e beijar sua mão ele emburra. Fez o trabalho e ninguém notou. Coitadinho!

Os homens não são muito bons em conversar. As mulheres pensam que a única coisa que eles pensam é em comida, emprego, esporte, e sexo - não somente nesta ordem. Os homens não conversam muito e quando abrem a boca é para arrotar ou pedir o sal. Durante um jogo de futebol na TV o homem expressa uma vasta gama de emoção: fúria, alegria, medo, paixão. Ele está se esbaldando emocionalmente. Após o jogo como foi o jogo? E ele diz “Bem”. “Oh! Foi Bem! Obrigada por me contar. Isso me diz tanto! Após anos de pesquisa descobrimos que os homens têm um vocabulário limitado após o casamento. Eles emitem apenas quatro sentenças: “Não sei”. “ Você disse alguma coisa querida”? “ Preciso desta camisa para amanhã” e o mais importante de todas.” O que temos para o jantar?.

Com estas demonstrações sobre os homens, estou tentando mostrar como é difícil entender o sexo oposto. A maior parte do tempo o homem e a mulher funcionam em níveis diferentes. A maneira como vemos as coisas, como expressamos emoções são dramaticamente diferentes. Não existe uma área importante em que os dois sexos se encaixam naturalmente bem. Nenhuma!
Porque Deus fez isso conosco? Porque ele nos fez tão diferentes? Ele tem senso de humor creio que há três diferentes razões principais:

Primeiro nossas diferenças nos forçam a depender de Deus. Sem Ele o casamento é impossível.

Segundo lugar nossas diferenças podem nos levar a uma complementaridade no relacionamento.

Em terceiro, nossas diferenças podem nos levar a uma intimidade profunda. A melhor e mais profunda intimidade vem entre um homem e uma mulher. Vocês notaram que essas diferenças podem levar a esses benefícios. Elas também podem esfacelar um relacionamento, porque os parceiros não aprendem a lidar eficazmente com suas diferenças básicas masculinas e femininas... precisamos ver como essas diferenças afetam nossas conversas, e encontrar técnicas específicas que nos capacitarão a trabalhar com nossas diferenças para criar uma intimidade profunda e duradoura.

sábado, 18 de abril de 2009

HOMENS SÃO DIFERENTES DAS MULHERES.

Dr. Silmar Coelho-site: www.mesanodeserto.com.br

Existe uma enorme diferença entre o homem e a mulher. O contínuo reconhecimento e aprendizado destas diferenças ajudam o casal a descobrir novas maneiras de melhorar o relacionamento. Entender estas diferenças resolve muitas frustrações causadas pelo desconhecimento do sexo oposto. Os desentendimentos poderão ser evitados. Não somente o homem e a mulher comunicam-se diferentemente, mas eles pensam, sentem, percebem, reagem, respondem, amam, necessitam, e apreciam diferentemente. Parece até que eles falam línguas diferentes.

O homem é um ser racional e a mulher um ser emocional. Isto não significa dizer que as mulheres são menos inteligentes do que os homens; apenas que os homens pensam e agem diferente. Está provado que elas são tão inteligentes ou mais que os homens. Da mesma forma, não quer dizer que os homens são seres sem emoções. O homem é um ser emocional tanto quanto a mulher, mas, na maioria das vezes, é a razão quem guia suas atitudes. Logo, a mulher é um ser racional tanto quanto o homem, mas na maioria das vezes, permite que as emoções a controlem. Veja alguns exemplos:

O bebê de dois meses chora intensamente por três dias; cólicas terríveis fazem o coitadinho se contorcer de dor. A mãe, desesperada, anda pra lá e pra cá, balançando a criança; ela já tentou de tudo, mas nada parece surtir efeito. O pai dorme o sono dos justos. A mulher não consegue entender como o marido pode dormir desta maneira; chateada, ela diz para si mesma: “ele não me ama, nem liga para o filho; como pode roncar tão profundamente e me deixar sozinha com o menino?”

Neste caso, a atitude do homem nada tem a ver com amor. Ele simplesmente racionalizou a questão. “Minha mulher está cuidando da criança; ela sabe cuidar muito melhor do que eu; não há nada que eu possa fazer para ajudar; ela já está acordada e eu tenho que levantar cedo; portanto, vou descansar! Qualquer coisa que acontecer, ela vai me chamar”.

Suponha que aconteça diferente. O homem, penalizado, se oferece para ficar com o neném. Diz ele, “já faz duas noites que você não dorme; querida, nesta noite eu fico com o Juninho”.A esposa concorda duvidosa, deita remexendo-se na cama. Sem conciliar o sono, pois não consegue ficar tranqüila com o choro da criança, nem confiar nos cuidados do marido; pensa consigo mesma: “Coitadinho do João, lá sozinho com o bebê, vou lhe fazer companhia”.João, no mesmo instante que a vê, lhe entrega o Juninho aliviado, corre para a cama e dorme como uma criança. Novamente, as atitudes neste caso nada têm a ver com amor ou irresponsabilidade; simplesmente o homem e a mulher são diferentes.

Uma outra diferença é quanto ao estímulo sexual. O homem é estimulado principalmente pela vista. Apenas um olhar é suficiente para que tudo comece a acontecer. Basta ver a esposa trocar de roupa para que os estímulos sexuais o coloquem em estado de alerta. Mesmo que o homem nem esteja pensando em sexo, uma rápida olhada, um pequeno gesto ou um pequeno descuido da mulher ao sentar-se, já basta para excitá-lo. Como a terra nunca se farta de água, o fogo nunca se farta de queimar e a morte que nunca se farta de matar, assim são os olhos de um homem que nunca se fartam de olhar. Enquanto o olhar é o principal “gatilho” iniciador do processo sexual no homem, a mulher é estimulada por várias maneiras.

Primeiramente, ela é estimulada pelo tato. Ela precisa ser tocada e acariciada para que o processo de excitação sexual se inicie; para ela não basta ver. O homem deve, então, descobrir as partes erógenas da mulher, que são as áreas do corpo mais sensíveis ao toque e ao prazer. A nuca, o joelho, as áreas em torno das axilas, as coxas, as orelhas, a ponta dos dedos, o pescoço, o umbigo, o clitóris, os cabelos, os seios, são alguns exemplos destas áreas. Os Cânticos de Salomão descrevem com clareza e poesia estas áreas.

Além do tato, a mulher é estimulada pelo ouvir: uma palavra de carinho faz com que a mulher comece a pensar na possibilidade da relação sexual e aciona o processo de excitamento. Existem algumas frases que a mulher jamais se cansa de ouvir: “Você está linda! Esta roupa ótima em você! Seu cabelo desse jeito me deixa doidão! Eu te amo!” Ela é movida por elogios. Pelo ouvir, o processo que a levará à entrega e à relação sexual se inicia. Do mesmo modo, palavras e frases agressivas devem ser abandonadas no relacionamento a dois. “A pior coisa que fiz foi casar com você! Maldita hora em que me casei! Você é igualzinha à sua mãe!“ Frases como estas, agridem e criam barreiras, muitas vezes, intransponíveis.

O olfato é outro sentido que deve ser levado em consideração no estímulo sexual. O discreto perfume do marido excita a mulher e a leva ao desejo. Negativamente, o fartum, ou popularmente conhecido “mau hálito”, o “cecê”, odor mal cheiroso provocado pelas axilas, e o “chulé”, são bloqueadores e inibidores de uma vida sexual plena.

Outro importante fator no estímulo sexual é o meio ambiente. O homem, na maioria das vezes, não se importa quanto ao lugar ou hora. Ele quer e pronto. A mulher, por sua vez, é influenciada pelo meio ambiente: Luz de velas ou abajur, cortinas, flores, música, lençóis macios e limpos, barba feita e banho tomado, camisolas, pijamas e porta fechada são alguns fatores que influenciarão positivamente ou negativamente a mulher.

Como um ser emocional, a mulher é também estimulada pelas emoções. Para ela, não basta apenas receber um beijo interessado no fim do dia ou um elogio mecânico e programado. Ela precisa estar completamente bem emocionalmente para que a relação tenha a sua participação efetiva. As ansiedades provocadas pelos filhos, por um marido alheio e insensível, pela solidão do dia a dia dentro de casa e as pressões financeiras, criam barreiras emocionais terríveis na relação sexual. Depois de anos de opressão psicológica, abuso, silêncio, amargura e tirania, a frigidez pode tornar-se crônica.

O tempo também é um fator de diferenciamento entre homem e mulher. Para o homem, a relação se inicia imediatamente. O tempo é agora! Para a mulher, a relação que vai acontecer à noite se inicia pela manhã. A relação sexual da mulher não começa quando ela vai para a cama. Outro fator do tempo é que a mulher demora bem mais para chegar ao clímax sexual do que o homem. O homem precisa apenas de dois minutos, enquanto ela necessita de vinte a trinta minutos.

Na mulher, a preocupação ainda se manifesta de forma diferente. A mãe quer saber do bem estar dos filhos. Ao telefonar ou questionar ela diz: “Vocês estão bem, almoçaram direito ou comeram sanduíches; estão se cuidando, têm dinheiro?” O pai, por sua vez, não se preocupa se os filhos “estão bem”; sua preocupação é se os filhos estão prontos para a vida. “Vocês pagaram as contas, tiraram boas notas na escola, estão trabalhando ou dormindo o dia inteiro?” Estas, comumente, são as perguntas do pai, muito mais preocupado em fazer dos filhos “homens”, do que saber se eles estão se sentindo felizes.

Muitas são as diferenças entre homem e mulher; ao mencionar algumas delas, este livro tem como objetivo, abrir um novo rumo na importante arte do diálogo. Problemas podem ser evitados e resolvidos simplesmente conhecendo estas diferenças. Assim, cobranças serão abandonadas pelo entendimento das razões que fazem de cada pessoa agir como age. Na maioria das vezes, elas não são movidas pela desconsideração ou o desejo gratuito de ferir, mas sim pelas diferenças que existem em cada pessoa. O diálogo e compreensão dão início a um amor maduro, que cresce sobre sólidas e saudáveis bases. Como resultado acontece um profundo entendimento, que abrirá as portas para uma entrega sem reservas, experimentando a beleza, alegria e crescente felicidade do sexo sem pecado.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

VERSÍCULO DO DIA:




Deus é maravilhoso e nos deu mais um presente a nossa logomarca!!!


E está chegando o dia do culto da família especial!!!Repassem este convite para alguém que precisa conhecer a JESUS!


MINISTÉRIO DA FAMÍLIA

Postado por Irª Vânia Soares(Psicopedagoga) 

As provações


As provações

Não reclame das provações que a vida lhe
impõe; elas são necessárias para sua
evolução, para o amadurecimento do espírito.
Elas não são castigos,
mas sim valiosas oportunidades para você
conquistar a verdadeira felicidade.                                                   
Days Images Upload Photos Days Pics

Não são maiores que a sua capacidade
de suplantá-las; estão moldadas na medida
exata das suas necessidades evolutivas.
São as experiências mais difíceis que
nos proporcionam um crescimento maior
em direção da luz.
Se olhar à sua volta e observar os fardos
que outros estão carregando, vai perceber
que a vida tem sido generosa com você.
Você pode superar-se.
Tome a sua cruz e siga em frente.
Busque as forças que necessita em Jesus,
que, sem culpa, subiu o Calvário sob o
peso da cruz em favor de todos.

By Leane Grace
Postado por Irª Vânia Soares(Psicopedagoga)

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

ESSE DIA ESTÁ NA AGENDA DE DEUS!!!

CULTO DA FAMÍLIA





Dia 21 de Novembro será abertura da 1ª Festividade da congregação do José e Maria em comemoração ao mês da família!
Mensagem:Pastor James Vilarino com um forte tetemunho e a palavra de Deus.
Louvor e adoração: Levitas locais
Convide alguém de sua família ou de outra para o culto da família!!!
Não percam será uma benção!!!
PUBLICAREMOS O CARTAZ!
Paz do Senhor a todos!


2

MINISTÉRIO DA FAMÍLIA